O bom e o mau professor de canto

Bom professor de canto

Se você já fez aulas com mais de um professor de canto ao longo da vida, já sabe que cada um tem uma metodologia diferente. Alguns deles irão pender para o canto lírico, enquanto outros para o popular e muitos juntam as duas coisas! Além disso, em algumas situações eles terão uma base bastante científica para explicar seus métodos, enquanto outros buscam um ensinamento mais empírico.

Mas qual é melhor ou pior? Bem, isso depende muito do aluno, afinal, ele pode entender melhor com um especialista no canto lírico, enquanto outro pode se dar bem com um voltado ao popular. No entanto, existem algumas características que podem diferir o bom do mau professor (de qualquer tema). Vejamos um pouco sobre elas neste artigo!

O mau professor de canto

Já imaginou se os seus primeiros professores de matemática te parabenizassem caso você respondesse que 2 + 2 = 5? É bem provável que o processo de aprendizado ficasse muito mais demorado porque você simplesmente não sabia que estava errando.

mau professor de canto

Isso parece muito absurdo? Então imagine uma aula na qual o professor de canto te elogie bastante, mesmo que você faça algo incorreto, e não indique um caminho para melhorar. Chato, né? Mas acontece.

É claro que ele não deve falar que você é o pior cantor do mundo e que nunca irá aprender (mesmo que indiretamente), mas o seu tutor precisa saber identificar as suas fraquezas e apontar melhorias. Afinal, ninguém é perfeito.

O bom professor de canto

Ensinar algo artístico pode ser uma tarefa complicada, pois mexe diretamente com o ego (no bom sentido) do aluno. Dizer que uma pessoa pode melhorar algum trecho da sua execução pode ser interpretado erroneamente, fazendo com que ela pense que está cantando, atuando ou tocando mal e que não tem talento pra isso.

Bom professor de canto

Sim, as vezes um aluno realmente está cantando mal, mas isso não quer dizer (nunca!) que ele não tenha talento. A função do bom professor de canto é encontrar os problemas, apontá-los e indicar alguns exercícios, músicas e referências que possam ajudá-lo a evoluir.

Ainda falando sobre o talento, várias pessoas me perguntam se é possível aprender a cantar. E é claro que a resposta é sim! Muitos pensam que isso é algo impossível, o que acaba embarreirando o desenvolvimento pleno da voz, portanto é muito importante motivar o aluno para que ele saiba que pode conseguir cantar tão bem (ou até melhor, porque não?) que os seus ídolos.

E o aluno?

Antes de tudo, o aluno precisa saber absorver as críticas, pois nenhuma delas é um ataque pessoal, mas sim algo construtivo. O bom professor de canto não pretende te rebaixar com os apontamentos dados, ele só quer ver a sua voz evoluindo cada vez mais.

Mesmo que as vezes você se sinta mal e pense que cantar não é para você, reflita sobre o que foi falado na aula e treine. Pelo menos tente. Se não funcionar, avise ao seu professor e ambos pensarão em algo que possa te ajudar, mas não deixe de treinar. A persistência leva à perfeição!

Ser um professor de canto é algo muito delicado, pois este é um profissional que está lidando diretamente com a expressão das emoções do aluno. Eu e diversos outros estamos tocando no íntimo de cada pessoa, então devemos apontar os erros, mas sempre de uma maneira sensata e cuidadosa. Quer receber uma opinião totalmente sincera e saber o que você pode melhorar? Então sinta-se à vontade para fazer um Diagnóstico Completo da Voz comigo!

Talvez você vá gostar destes artigos:

Comments

comments