Robert Plant: o vocalista do Led Zeppelin

vocalista robert plant

Nascido em Bromwich na Inglaterra em 1948, Robert Plant é um dos principais nomes do rock. O vocalista ficou mundialmente conhecido por cantar no Led Zeppelin, uma das bandas que compõem a tríade do rock clássico junto de Deep Purple e Black Sabbath, modificando o jeito de compor para o gênero e sendo influenciadora de tudo o que viria depois.

E se o grupo influenciou, Plant também foi a estrela guia de muitos grandes cantores que surgiriam nos próximos anos como Axl Rose, Freddie Mercury, Steve Perry e outros. Vamos conhecer um pouco mais sobre ele nesse texto!

 

Juventude do vocalista

vocalista robert plantO pequeno Robert sempre foi um fã de música. Desde cedo ele deixava os pais loucos ao ficar em pé na frente do espelho, pegar uma escova de cabelo e cantar suas músicas preferidas do Elvis Presley. Quando completou 16 anos, Plant decidiu participar da cena de Blues da região para aprender o ofício na prática.

À partir daí, o vocalista passou por várias bandas, aprendeu a tocar gaita e, claro, teve muitos altos e baixos. Nesse meio tempo, a fase adulta se aproximava e era cada vez mais difícil manter essa vida que os pais enxergavam como “boêmia”.

Então, o seu pai o fez prometer que voltaria ao trabalho como contador (profissão a qual o cantor já havia exercido) caso não conseguisse algo respeitável no âmbito musical dentro de alguns meses. Mas o mais curioso, é que Plant ganhava mais como vocalista do que como contabilista. Vai entender, né?!

 

O Deus Dourado

Nessas idas e vindas como cantor de blues da cena local, Plant conheceu John Bonham e participou de alguns shows com o baterista. Ambos se sentiram tão conectados e formaram uma parceria tão boa que o vocalista decidiu chamá-lo para integrar os The New Yardbirds. Mas quem são estes? Bem, vamos voltar um pouco no tempo.

The Yardbirds era uma banda de blues rock que já tinha tido grande nomes na sua formação como Eric Clapton, Jeff Beck e Jimmy Page. Algumas diferenças sobre o rumo musical acarretaram o fim da banda quando Page era um dos integrantes. Sendo assim, ele decidiu formar os The New Yardbirds com um supergrupo.

Os sonhos do guitarrista caíram por terra quando muitos dos convidados recusaram os convites para se juntar à banda, conseguindo apenas o baixista John Paul Jones. Depois de muitas frustrações, ambos chegaram ao nome de Plant que chegou como um plano B, mas logo encantou os ouvidos de Page.

vocalista robert plant 2

Com a sua carreira no Led Zeppelin, o Deus Dourado (como o vocalista ficou conhecido devido aos seus cachos) fez oito álbuns e diversas turnês em vários países ao longo dos doze anos que a banda esteve em atividade. Seus agudos potentes e rasgados, além da sua interpretação totalmente blues foram a sua marca principal durante esse período.

Sucessos como Stairway To Heaven, Black Dog, Rock’n Roll, Since I’ve Been Loving You e outros marcaram os anos 70 e toda uma era na qual “os gigantes caminhavam sobre a terra”, como Mick Wall disse em sua biografia sobre a banda. No entanto, nem tudo são flores…

 

Pós Led Zeppelin

De acordo com alguns relatos citados na biografia de Plant escrita por Paul Ress, podemos perceber que Robert Plant carrega um trauma sobre esse período até os dias de hoje. Isso pode ser um pouco explicado devido a toda mística que envolve o Led Zeppelin e, principalmente, o guitarrista Jimmy Page que muitos alegam ser ocultista.

Sem entrar nesse mérito, o fato é que Plant sofreu muito durante esses anos com diversos problemas. Podemos citar alguns deles como a morte do filho Karac (que inspirou a música All My Love), o período numa cadeira de rodas devido a um acidente e, claro, a morte do seu grande amigo John Bonham que culminou no fim do Led Zeppelin.

Muitos dizem que esses fatos contribuem para que ele não aceite uma tour de reunião com a banda, mas não podemos afirmar isso. O que sabemos é sobre os altos e baixos do vocalista após o término do Led. Nesse sentido, podemos perceber a volta às raízes e a versatilidade que Plant imprimiu para a sua carreira solo.

vocalista robert plant 3Sobre o primeiro cenário, podemos ver as várias vezes em que a Band Of Joy (uma das primeiras bandas do cantor) foi reeditada ao longo das últimas décadas. Seja para tocar em clubes locais onde Plant viveu a infância e adolescência, ou para fazer pequenas turnês.

Sobre o segundo cenário, como um grande experimentador, o cantor bebeu na fonte de diversas culturas e fez alguns álbuns imergindo em sons variados. Um exemplo de grande sucesso é o Raising Sand com a Alison Krauss. Um belo álbum que mistura influências R&B, Blues com o Bluegrass trazido pela violinista.

Além disso, Plant foi um verdadeiro cigano da música tendo tocado nos lugares mais longínquos e trazendo as mais diferentes influências para a sua bagagem musical. Na realidade, parece que agora ele se sente livre para fazer o que quer e se descobrir cada vez mais como artista. Não há limites para o Deus Dourado!

Talvez você vá gostar destes artigos:

Comments

comments